Paraísos Fiscais no Brasil

Paraísos Fiscais no Brasil

Comparte esta noticia

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O termo “paraíso fiscal” tem sido utilizado de forma recorrente nas últimas décadas, pois estes são considerados como países ou territórios que contribuem para um planejamento tributário agressivo, evasão ou lavagem de dinheiro.

De acordo com o acima mencionado, as diferentes legislações regulamentaram em seus sistemas fiscais regras nas quais os paraísos fiscais podem ser identificados e o tratamento de preços acordado com empresas neles residentes através de regimes de Preços de Transferência.

No Brasil, o artigo 24 da Lei 9430 estabelece que estas regras de avaliação serão aplicáveis às transações realizadas com uma pessoa física ou jurídica residente em países com tributação favorecida que não tribute a renda. Caso contrário, são tributadas a uma taxa inferior a 20%.

Portanto, este artigo explica as funções dos Paraísos Fiscais em relação à legislação brasileira.

O que é um Paraíso Fiscal?

Um paraíso fiscal é um país ou território considerado como tendo baixa ou nenhuma tributação, devido a muitas vezes livre de impostos ou com baixas taxas de impostos em comparação com outros países, também é caracterizado por pouca transparência ou acesso à informação para os investidores.

Quais são os países considerados Paraísos Fiscais pelo Brasil?

Em junho de 2010, o Brasil emitiu uma lista de países com maior tributação ou “paraísos fiscais”, através da Instrução Normativa N°1045 publicada pela Receita Federal do Brasil (RFB).

Entretanto, isto foi modificado ao longo dos anos, sendo a última modificação pela Instrução Normativa No. 1896 de 2019, na qual a República de São Marino é excluída da lista de países ou instalações com tributação favorecida e regimes fiscais privilegiados.

Baseou-se esta exclusão em dois critérios:

  • Transparência fiscal sobre as informações das empresas ali localizadas.
  • A demonstração de ter uma taxa máxima geral de imposto de renda de 17%.

Assim, a nova lista de países ou territórios fiscalmente favorecidos no Brasil é:

AndorraGrenadaAmerican Samoa
EnguiaHong KongSamoa Ocidental
Antígua e BarbudaKiribatiIlhas Santa Helena
ArubaLebuanSanta Lúcia
Ilhas da AscensãoLíbanoFederação de São Cristóvão e Nevis
Comunidade das BahamasLibériaIlha de São Pedro e Miguelão
BahreinLiechtensteinSan Vicente e Las Granadinas
BarabadosMacauSeychelles;
BeliceMaldivasIlhas Salomão
Ilhas BermudasIlha do HomemSuazilândia
BruneiIlhas MarshallSultanato de Omã
Campione D ‘ItaliaIlhas MaurícioTonga
 Ilhas do Canal (Alderney, Guernsey, Jersey, ds7Sark)MônacoTristão da Cunha
Ilhas CaymanIlhas MontserratIlha Turcas e Caicos.
ChipreIlha NiueVanuatu
Ilhas CookIlha NorfolkIlhas Virgens Americanas
 DjiboutiPanamáIlhas Virgens Britânicas
DominicaIlha PitcairnCuraçao
Emirados Árabes UnidosPolinésia FrancesaSão Martinho
Gibraltar Ilha QueshmIrlanda

Noticias Relacionadas

Aplicação da IFRS 10 na Argentina
Niff Portugues

Aplicação da NIIF 10 na Argentina

Na Argentina, a estrutura contábil contempla diferentes possibilidades regulatórias ao avaliar e expor os diferentes itens nas demonstrações financeiras. As normas que podem ser aplicadas

LEER NOTICIA »

Como podemos ajudá-lo?

    Para entrar em contato conosco, você deve preencher o seguinte formulário