NIIF 16 – Arrendamentos

NIIF 16 – Arrendamentos

Comparte esta noticia

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Tratamento contábil

Avaliação do contrato

A administração deve avaliar se um contrato é, ou contém, um contrato de arrendamento:

  • Identificação do bem com direito de uso.
  • Direito de obter benefícios econômicos.
  • Direitos de dirigir como e para que finalidade o bem é utilizado.
  • Prazo dos arrendamentos por mais de 12 meses.
  • Alto valor.

Definir o prazo de arrendamento

O termo do arrendamento deve refletir a expectativa razoável do período durante o qual o ativo será utilizado, pois esta abordagem fornece as informações mais úteis nas demonstrações financeiras:

  • Determinar o período não-cancelável do arrendamento.
  • Refletem a expectativa razoável do período durante o qual o bem será utilizado.

Avaliação da taxa de juros

Para calcular o valor atual dos pagamentos do arrendamento, é necessário determinar uma taxa de desconto, que pode ser:

  • A taxa de juros implícita no contrato de arrendamento.
  • A taxa de empréstimo incremental do locatário.

A gestão financeira deve apoiar a área de contabilidade, citando a taxa de juros no mercado financeiro.

Determinação do valor presente e do custo amortizado

O arrendatário deverá reconhecer um direito de uso do bem e um passivo do arrendamento correspondente ao valor atual dos pagamentos previstos no final do arrendamento. O ativo de direito de uso deve então ser depreciado de acordo com a NIC 16 e o passivo deve ser tratado como um passivo financeiro e mensurado ao custo amortizado:

Informações a serem divulgadas

Um inquilino deve revelar:

  1. Taxa de depreciação de ativos para direito de uso por classe de ativo subjacente.
  2. Despesas com juros sobre as obrigações de arrendamento.
  3. Despesas relacionadas a arrendamentos de curto prazo contabilizadas pela aplicação do parágrafo 6. Estas despesas não precisam incluir despesas relacionadas a arrendamentos de um mês de duração ou menos.
  4. Esta despesa não precisa incluir despesas relacionadas a arrendamentos de curto prazo de bens de baixo valor incluídos no parágrafo 53(c).
  5. Despesas relativas a pagamentos de arrendamento variável não incluídas na mensuração das obrigações de arrendamento.
Islava Zulema Ruiz Quiroz
Lic. em Contadoria Pública

Noticias Relacionadas

Como podemos ajudá-lo?

    Para entrar em contato conosco, você deve preencher o seguinte formulário