• Español
  • English
  • Português

As NIIF em El Salvador

Importância das NIIF

A implementação das NIIF tem beneficiado de forma dinâmica a El Salvador com a abertura de capitais e fronteiras econômicas, a extensão a outros mercados, o aumento dos investimentos e a aliança das mesmas com outros países em blocos para aproveitar a abertura comercial. Isto implicava que a geração de informações contábeis tinha que atender às expectativas globais, já que estas condições impuseram pressões inegáveis sobre o ambiente contábil, ainda quando situava-se em um contexto local.

Assim, El Salvador implementou as NIIF em 1996 através da IV Convenção Nacional de Contadores, patrocinada pela Associação de Contadores Públicos de El Salvador, a Faculdade de Contadores Públicos Acadêmicos de El Salvador e a Corporação de Contadores de El Salvador, sob o lema “Harmonização contábil e unidade sindical: Um desafio imperativo diante da globalização”. Desde então, estiveram sujeitos a revisões de sua estrutura contábil legal e, embora não tivessem suporte legal, tinham a “legitimidade” do sindicato.

Não obstante, o Conselho de Supervisão sugeriu a implementação das Normas Internacionais de Contabilidade em 1999 como parte do quadro de referência para a preparação e a apresentação das demonstrações financeiras.

Desde 2000, o Conselho de Supervisão da Profissão de Contabilidade e Auditoria adotou as International Accounting Standards (Normas Internacionais de Contabilidade) emitidas pelas International Accounting Standards Committee (IASC) como base geral para preparar e apresentar as demonstrações financeiras das diferentes entidades.

Nos últimos anos, as NIIF têm sido gradualmente adotadas em El Salvador baseando-se na Resolução No. 113/2009, emitida pelo Conselho.

Entidade Reguladora

O Conselho de Supervisão da Profissão de Contabilidade e Auditoria é o órgão que aplica os princípios contábeis.

A implementação de padrões internacionais como parte da normatização dos relatórios financeiros em todo o mundo tem obrigado ao Conselho de Supervisão da Profissão de Contabilidade e Auditoria de El Salvador a buscar mecanismos eficientes e eficazes para garantir a implementação das mesmas nos diferentes setores da atividade empresarial do país.

Estrutura das normas salvadorenhas

As Normas Internacionais de Informação Financeira (NIIF) completas e as Normas Internacionais de Informação Financeira para Pequenas e Médias Empresas (NIIF para PMEs) emitiram-se pelo International Accounting Standards Board (IASB), uma organização criada em Londres, que constitui a estrutura legal de contabilidade adotada em El Salvador desde 2009. De acordo com a resolução Nº 113/2009 emitida pelo Conselho de Supervisão da Profissão de Contabilidade e Auditoria em 7 de outubro de 2009, declara:

  1. Aprovar a adoção das NIIF para PMEs, a versão oficial em espanhol, emitida pelas IASB para a preparação das demonstrações financeiras de propósito geral e outras informações financeiras para entidades não listadas na bolsa de valores ou não publicamente responsáveis, exceto aquelas que voluntariamente tenham adotado a versão completa das NIIF. Além disso, as primeiras demonstrações financeiras baseadas nesta estrutura devem ser apresentadas para o ano que começa em 1º de janeiro de 2011. A sua implementação antecipada é permitida.
  2. Aprovar a adoção completa das NIIF, a versão oficial em espanhol, emitida pelas IASB para a preparação das demonstrações financeiras de propósito geral e outras informações financeiras para entidades listadas no bolsa de valores e para aquelas entidades publicamente responsáveis. Além disso, as primeiras demonstrações financeiras baseadas neste marco regulatório devem ser apresentadas para o ano que começa em 1º de janeiro de 2011. A sua adoção antecipada é permitida.
  3. As entidades não listadas na bolsa de valores ou não publicamente responsáveis podem implementar voluntariamente as NIIF e declará-las em suas notas às demonstrações financeiras.
  4. Os bancos do sistema, os conglomerados de empresas autorizados pela Superintendência do Sistema Financeiro e os intermediários financeiros não bancários e companhias de seguros estarão sob a estrutura reguladora contábil estabelecida pela referida Superintendência. Da mesma forma, instituições administradoras de fundos de pensão e fundos de pensão estarão sob a estrutura reguladora contábil estabelecida pela Superintendência de Pensões. As corretoras, as sociedades de depósito e custódia de valores, os armazéns de depósito geral e a bolsa de valores aplicarão o marco regulatório estabelecido pela Superintendência de Valores.

Noticias Relacionadas

NIIF 16 do ponto de vista do locatário

As NIIF (Normas Internacionais de Informação Financeira) 16 estabelece as diretrizes a serem seguidas para o reconhecimento, mensuração, apresentação e declaração dos arrendamentos, tanto como arrendador quanto como arrendatário. Este

LEER NOTICIA »

NIIF e sua aplicação na Espanha

O processo de adoção pela União Européia das Normas Internacionais de Contabilidade ( IAS/NIIF) levou a Comissão Européia a recomendar que as contas anuais consolidadas preparadas pelas empresas listadas fossem

LEER NOTICIA »