O regime tributário em Honduras

O regime tributário em Honduras

Comparte esta noticia

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O regime tributário em Honduras é regido por um sistema baseado no princípio da territorialidade da renda, tanto em pessoas físicas como jurídicas.

Este regime inclui impostos diretos e indiretos e, embora não existam regimes especiais para micro ou pequenas empresas, existem regimes especiais para assuntos alfandegários.

O objetivo deste artigo é fornecer informações sobre os principais aspectos do regime tributário em Honduras e sobre os regimes aduaneiros especiais.

Imposto de Renda sobre Pessoas Jurídicas

De acordo com a Lei do Imposto de Renda, este imposto é cobrado sobre qualquer tipo de renda derivada de trabalho, capital ou a combinação destes.

No caso, a taxa correspondente para este tipo de pessoas de acordo com o artigo 22 da referida lei é de 25%, que é calculada sobre a base tributável. Esta última é constituída pela renda bruta menos as deduções permitidas por esta lei.

O imposto no caso de pessoas jurídicas é pago através de adiantamentos trimestrais, com vencimento em 30 de junho, 30 de setembro e 31 de dezembro, sendo o último pagamento feito com a devolução correspondente a 30 de abril de cada ano.

Imposto sobre o Ativo Líquido

As pessoas jurídicas domiciliadas em Honduras devem pagar impostos à taxa de 1% sobre o valor de seus ativos líquidos, que aparecem na referida declaração de impostos, menos as deduções permitidas por lei.

Imposto sobre funcionários e pessoas físicas

Neste caso, a retenção será aplicada para aqueles indivíduos que receberam renda em um período fiscal por um montante superior a L.165.482,06. A taxa aplicável para isto dependerá de uma escala progressiva, na qual taxas de 15% a 25% poderão ser aplicadas.

Regimes especiais

Honduras tem diferentes regimes especiais, sendo dois dos mais importantes a “Zona de Livre Comercio” (ZOLI) e o Regime de Importação Temporária (RIT).

Zona de Livre Comercio (ZOLI)

O seu objetivo é estabelecer uma zona de livre comércio em Honduras, na qual as empresas estão envolvidas na exportação.

Para obter este benefício, deve ser solicitada uma autorização à Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Entre os benefícios deste regime estão a isenção do pagamento de direitos aduaneiros, impostos internos, impostos especiais de consumo e outros impostos que poderiam ser cobrados sobre as mercadorias na zona de livre comércio.

Regime de Importação Temporária (RIT)

Este regime procura incentivar as exportações no caso de empresas que não têm nenhum benefício sob outras leis.

Entre os benefícios deste regime estão a suspensão dos direitos aduaneiros e outros impostos de importação relacionados a matérias-primas e amostras. Também isenta o pagamento do imposto de renda relativo aos lucros da exportação de mercadorias para países não pertencentes à América Central.

Noticias Relacionadas

Contribuintes especiais no Equador
Impostos

Contribuintes especiais no Equador

Os contribuintes especiais e agentes de retenção de imposto de renda no Equador são regulados pela Lei Tributária Interna (Ley del Régimen Tributario Interno, doravante

LEER NOTICIA »

Como podemos ajudá-lo?

    Para entrar em contato conosco, você deve preencher o seguinte formulário