Imposto sobre Ativos na República Dominicana

O imposto patrimonial foi estabelecido pela Lei nº 557- 05 e incide sobre o total do patrimônio de pessoas jurídicas ou físicas com empresas em nome individual.

O objetivo deste artigo é explicar os principais aspectos deste imposto.

BENS TRIBUTADOS COM O IMPOSTO

Em princípio, este imposto incide sobre a totalidade dos ativos, que são encontrados no Balanço da Empresa, para os quais o ajuste para inflação não será levado em conta e a depreciação, amortização e reservas das contas incobráveis serão descontadas.

Os bens tributáveis incluem o seguinte:

  • Estoques.
  • Dinheiro e bancos.
  • Terra.
  • Edifícios.
  • Contas a cobrar de Clientes menos reservas.
  • Contas a cobrar de Funcionários.
  • Contas a cobrar dos Acionistas.
  • Melhorias no arrendamento.
  • Ativos intangíveis.
  • Investimentos a prazo fixo.
  • Automóveis e Equipamentos.
  • Despesas pré-pagas.

BENS EXCLUÍDOS DO IMPOSTO

Investimentos em ações de outras empresas, terras em áreas rurais, impostos pré-pagos e bens imobiliários para pecuária e agricultura não se contarão para a base tributária.

TAXA DO IMPOSTO

A alíquota do imposto sobre ativos é de 1% da base tributável.

ISENÇÃO TEMPORÁRIA DO IMPOSTO SOBRE O PATRIMÔNIO

As empresas que não estejam sujeitas ao pagamento do imposto de renda, estarão isentas do pagamento deste imposto.

Também podem solicitar uma exclusão temporária à Dirección General de Impuestos Internos – DGII (Diretoria Geral de Impostos Internos):

  • Empresas cujo ativo fixo líquido seja maior ao 50% de seu ativo total.
  • Contribuintes com perdas causadas por casos de força maior ou eventos extraordinários.
  • Empresas que tenham investimentos, que por sua natureza tenham um ciclo de mais de um ano, de modo que certos ativos sejam excluídos de sua base tributável.

FORMA E PRAZO PARA PAGAR O IMPOSTO

Este imposto deve ser apresentado e pago juntamente com a Declaração Juramentada de Imposto de Renda das Empresas anualmente, por meio do Formulário 1R-2.

Sobre o pagamento, conforme o caso, se realizará em duas quotas. A primeira na data de vencimento da Declaração do Imposto de Renda indicada e a segunda até seis meses após a data de vencimento da primeira quota.

Deve-se observar que o Imposto de Renda é tomado como um crédito contra o imposto sobre ativos, portanto, se o primeiro for maior que o segundo, somente o Imposto de Renda excedente deve ser pago.

Sobretaxas

Caso o imposto não tenha sido pago dentro dos prazos estabelecidos, uma sobretaxa de 10% será acrescida ou cobrada sobre o imposto do primeiro mês.

Nos meses seguintes, a sobretaxa será de 4%, e 1,10% será pago cumulativamente para os juros compensatórios.

Noticias Relacionadas

Regimes fiscais no Peru

Os regimes fiscais são categorias pelas quais os contribuintes, sejam pessoas físicas ou jurídicas, que realizam atividades geradoras de renda de terceira categoria, devem ser incorporados para pagar seus impostos.

LEER NOTICIA »