Logo TPC Group
  • Español
  • Português
  • English

Angola PT  

Em outubro de 2013, o governo angolano promulgou uma legislação específica sobre os Preços de Transferência. Embora o Decreto Presidencial 147/13, também conhecido como o Estatuto dos Grandes Contribuintes, tenha sido publicado em 1.º de outubro de 2013, as suas disposições deveriam se aplicar aos exercícios fiscais a partir de 1.º de janeiro de 2014.  

1. Antecedentes

Em outubro de 2013, o governo angolano promulgou uma legislação específica sobre os Preços de Transferência. Embora o Decreto Presidencial 147/13, também conhecido como o Estatuto dos Grandes Contribuintes, tenha sido publicado em 1.º de outubro de 2013, as suas disposições deveriam se aplicar aos exercícios fiscais a partir de 1.º de janeiro de 2014.  

A Ordem n.º 472/14, publicada em 28 de fevereiro de 2014, modificada pela Ordem n.º 599/14, de 24 de março de 2014, fornece informação sobre as empresas que operam sob o regime do Estatuto dos Grandes Contribuintes.  

Em 25 de setembro de 2017, o Ministério da Fazenda emitiu a Ordem n.º 678/17, que deu origem à Unidade dos Preços de Transferência para garantir e controlar o cumprimento do requisito da apresentação dos documentos dos Preços de Transferência.  

2. Princípio do Comprimento de Braço

O Princípio do Comprimento de Braço é regulamentado pela Lei do Imposto da Renda da Pessoa Jurídica, n.º 1, artigo 50, aprovada pela Lei n.º 26/20.  

3. Partes relacionadas

Existem relações especiais entre duas entidades quando uma delas possui o poder de exercer, direta ou indiretamente, uma influência significativa na tomada de decisões sobre as outras:  

  1. Quando os administradores ou gerentes de uma empresa, assim como os seus cônjuges, ascendentes e descendentes, possuem, direta ou indiretamente, uma participação acionária não inferior a 10% do capital ou dos direitos de voto na outra entidade; 
  2. Quando a maioria dos membros do órgão da administração ou gerência forem os mesmos, ou, no caso de serem diferentes, estejam vinculados entre si por casamento, união estável ou parentesco em linha reta;  
  3. Quando as entidades estejam vinculadas por um contrato de subordinação;  
  4. Quando tenham relação de domínio ou participação acionária recíproca, assim como estejam vinculados mediante contrato de subordinação, contrato de grupo paritário ou outros; 
  5. Quando houver relações comerciais entre um e outro que representem mais de 80% do volume total das suas transações;  
  6. Quando um se reporta ao outro em mais de 80% da sua carteira de crédito. 

4. Métodos dos Preços de Transferência

Os métodos dos Preços de Transferência de Angola seguem os princípios básicos estabelecidos nas Diretrizes da OCDE. Por outro lado, apenas três métodos são tradicionalmente empregados para determinar o preço de transferência do Comprimento do Braço.  

Os métodos aceitos pela Direção-Geral de Tributação para determinar e fundamentar a análise econômica de uma transação com partes relacionadas são os seguintes: 

  • Método do preço comparável não controlado  
  • Método do preço de revenda  
  • Método do custo adicional 

5. Documentação dos Preços de Transferência

Os contribuintes com resultados operacionais superiores a AOA 7 mil milhões e classificados como grandes contribuintes devem preparar, manter e apresentar um Estudo dos Preços de Transferência às autoridades fiscais angolanas no prazo de seis meses após o final do ano fiscal.  

6. Sanções

Além de garantir e controlar o cumprimento do fornecimento dos documentos dos Preços de Transferência, a Unidade Angolana dos Preços de Transferência será responsável pela realização das auditorias dos Preços de Transferência para monitorar o cumprimento das transações controladas com as regras de compensação para os contribuintes cobertos pelo Sistema Angolano dos Preços de Transferência.   

As penalidades seriam aplicadas conforme o previsto na legislação tributária geral. Em casos de ajustes de Preços de Transferência, as autoridades fiscais poderão aplicar sanções que variam de 50% a 200% do imposto não pago, além das sanções por atraso no pagamento de 2,5% ao mês. 

Fonte: Angolan Tax Administration 14/07/23

Noticias Relacionadas

Considerações sobre o uso de comparáveis internos ou externos

Os Preços de Transferência tornaram-se um elemento-chave na gestão financeira de empresas que operam mundialmente. A necessidade de garantir que as transações entre partes relacionadas sejam feitas ao valor do mercado, exige uma análise de comparabilidade ideal, que aborde as comparações internas e externas.

LEER NOTICIA »