Logo TPC Group
  • Español
  • Português
  • English

Reino Unido se compromete com a alíquota mínima global

O Reino Unido incluiu e promulgou, na Lei de Finanças (n.º 2) de 2023, o imposto mínimo global (ou Pilar Dois) recentemente. Além disso, já se propôs emendas para o Projeto de Lei de Finanças do próximo ano com a finalidade de manter a legislação do Reino Unido alinhada com os desenvolvimentos ao nível da OCDE. 

O Reino Unido incluiu e promulgou, na Lei de Finanças (n.º 2) de 2023, o imposto mínimo global (ou Pilar Dois) recentemente. Além disso, já se propôs emendas para o Projeto de Lei de Finanças do próximo ano com a finalidade de manter a legislação do Reino Unido alinhada com os desenvolvimentos ao nível da OCDE. 

1. Histórico 

Após o acordo internacional sobre o Pilar Dois da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), a União Europeia adotou por unanimidade uma diretiva que implementa o imposto mínimo global em dezembro de 2022. No mês seguinte, a OCDE publicou estimativas de receita para avaliar o efeito real do imposto sobre as finanças públicas. 

2. Reação dos contribuintes 

A maioria das multinacionais do Reino Unido espera que o seu planejamento fiscal e as suas transações comerciais sofram alterações moderadas e significativas, depois que o imposto mínimo global for implementado.  

 Por outro lado, os contribuintes do Reino Unido estão mais preparados do que as suas contrapartes globais, tendo concluído uma avaliação do impacto do Pilar Dois.  

 Essas reformas serão uma mudança significativa no panorama fiscal mundial e requererão uma análise técnica considerável e um trabalho de cumprimento por parte das multinacionais para avaliar o seu impacto nos negócios. O governo espera que estas reformas arrecadem £2,3 mil milhões adicionais por ano entre 2027 e 2028.  

O período de relatório para a alíquota mínima geral de 15% entrará em vigor no Reino Unido a partir de 31 de dezembro de 2023. 

3. Imposto complementar 

O governo do Reino Unido também confirmou que o regime incluirá um imposto complementar mínimo nacional qualificado. 

Fonte: Transfer Pricing News 

Noticias Relacionadas

Considerações sobre o uso de comparáveis internos ou externos

Os Preços de Transferência tornaram-se um elemento-chave na gestão financeira de empresas que operam mundialmente. A necessidade de garantir que as transações entre partes relacionadas sejam feitas ao valor do mercado, exige uma análise de comparabilidade ideal, que aborde as comparações internas e externas.

LEER NOTICIA »