Plano Anual de Controle Tributário e Alfandegário 2021

Plano Anual de Controle Tributário e Alfandegário 2021

Comparte esta noticia

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O Plano Anual de Controle Tributário e Aduaneiro 2021 foi publicado no Boletim Oficial da Espanha (BOE), datado de 1º de fevereiro de 2021, que aprova as diretrizes a serem seguidas pelos contribuintes em relação a estas questões.

Portanto, o objetivo deste artigo é descrever brevemente os principais aspectos das diretrizes gerais do plano de controle emitido pela Agência Estatal de Administração Tributária.

Planejamento tributário potencialmente agressivo

De acordo com as diretrizes indicadas em 2021, o controle multilateral será significativamente aumentado na União Européia, já desde 2020 começou a receber informações em relação a mecanismos de planejamento tributário potencialmente agressivos, de acordo com a Diretiva (UE) 2018/822. Em relação a isto, qualquer assessor fiscal que participe terá que relatar isto.

Sendo que até 2021, este tipo de intercâmbio de informações será visto como eficaz e ajudará a trazer justiça à tributação na União Européia.

Preços de transferência

Em 2021, o desenvolvimento do sistema de análise de risco será concluído com base em todas as informações que a Administração Fiscal possui sobre transações com partes relacionadas em relação ao intercâmbio de informações sobre diversas rendas, graças ao projeto BEPS, acordos unilaterais e informações de acordo com o Relatório País por País.

Da mesma forma, a Administração Fiscal levará em consideração as diretrizes indicadas pela OCDE em relação às implicações da COVID-19 e dos preços de transferência.

Imposto sobre Certos Serviços Digitais

Em 2021, este imposto relacionado à intermediação digital em diferentes setores entrou em vigor, para o qual estão previstas ações de censo e verificação para este ano, o que garantirá um maior nível de informação por parte do contribuinte.

Impostos especiais

Em 2021, a Administração Fiscal deverá aumentar os controles fiscais para os seguintes impostos especiais de consumo:

  1. Imposto sobre hidrocarbonetos: O controle da aplicação de certas isenções será reforçado, e o controle da rede de depósitos fiscais será melhorado.
  2. Imposto especial sobre certos meios de transporte: haverá um controle de uma declaração correta da base tributável e isenções.
  3. Maior controle dos produtos sujeitos a impostos especiais para determinar se há vendas não declaradas.

Controle de fraudes na fase de coleta e alfândega

Com relação ao controle da fraude na fase de cobrança, as ações relacionadas aos pedidos de adiamento serão intensificadas quando estas não forem garantidas.

No caso do controle da fraude aduaneira, será verificada a utilização correta dos benefícios fiscais na importação de bens ligados à luta contra a COVID-19.

Sobre o uso de tecnologias

Devido à situação de pandemia em 2020, a Lei Geral de Tributação foi alterada para permitir que aparecessem telematicamente, para 2021 está previsto intensificar o uso da tecnologia para realizar ações de verificação.

Noticias Relacionadas

O subsídio Monotributo no Uruguai
Impostos

O subsídio Monotributo no Uruguai

O monotributo social MIDES é um benefício tributário unificado que substitui as contribuições especiais relacionadas à previdência social no Uruguai e todos os impostos nacionais

LEER NOTICIA »
3 O que é o formulário 773 Sete RG Bolivia
Impostos

Formulário 773 – SETE RG

Pelo Decreto Supremo N°4298, foi estabelecido o Novo Regime de Empreendedorismo chamado SEVEN -RG. Esse regime está em vigor desde 1º de setembro de 2020

LEER NOTICIA »

Como podemos ajudá-lo?

    Para entrar em contato conosco, você deve preencher o seguinte formulário