• Español
  • English
  • Português
A Importância do Planejamento Tributário

A importância do Planejamento Tributário

Share

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter

O Planejamento Tributário se define como um conjunto de padrões que otimizam a carga tributária para reduzi-la ou eliminá-la, assim como para obter diferentes benefícios fiscais.

Neste sentido, tal planejamento torna-se uma ferramenta útil para a empresa em termos de sua gestão, ou seja, no que diz respeito à tomada de decisões para otimizar seus recursos.

Qual é o objetivo do Planejamento Tributário?

Como se mencionou acima, o Planejamento Tributário procura eliminar contingências fiscais, aumentar os lucros de uma empresa ou reduzir o pagamento de impostos, tudo isso utilizando os respectivos mecanismos legais permitidos sem eludir as leis tributárias. Por que o Planejamento Tributário é importante? As estratégias de Planejamento Tributário são frequentemente utilizadas para ajudar as empresas a atingir suas metas financeiras e comerciais. É aí que reside a importância destes, reduzindo os níveis de impostos, permitindo um maior controle dos mesmos, reduzindo possíveis penalidades e maximizando a redução de impostos e/ou créditos tributários. A empresa alcançará um maior fluxo de caixa, permitindo lidar com outras obrigações ou investir novamente nessa economia de impostos.

Em um contexto pandêmico, isto se torna ainda mais relevante para as empresas que procuram otimizar seus custos para aumentar sua liquidez.

O Planejamento Tributário proporciona uma gestão eficiente da economia tributária e estabelece um nível razoável de tributação para uma empresa.

Como atingir esta meta?

O Planejamento tributário dependerá de cada tipo de empresa e suas particularidades, portanto não há um modelo único a seguir.

No entanto, é essencial ter um especialista que conheça plenamente as regulamentações fiscais para ter uma visão ampla de todos os procedimentos legais que uma empresa possa ter.

Da mesma forma, as áreas relevantes devem ser revistas exaustivamente, que geralmente são de operações e finanças, assim como saber qual é o principal negócio ou atividade.

O acima mencionado leva a melhores resultados quando se planeja estratégias fiscais dentro da empresa.

Noticias Relacionadas

Como podemos ajudá-lo?

    Para entrar em contato conosco, você deve preencher o seguinte formulário