USA

Preços de Transferência nos Estados Unidos

Os Estados Unidos da América foram um dos primeiros países, juntamente com a Grã-Bretanha, a incorporar regras de preços de transferência ao longo de oito décadas, de modo que suas regras evoluíram ao longo do tempo.

Atualmente, a legislação de preços de transferência nos Estados Unidos foi enquadrada pela Seção 482 do Código Tributário dos Estados Unidos, assim como pela Seção 6662.

Eles também são regulados pelos Treasury Regilation 1.482, 1.6662, 1.6038A e 1.6038C e pelos Procedimentos de Receita No. 99-32, 2015-40, 2015-41, 2007-13 e 2005-46.

Em 2017, foram aprovadas novas reformas tributárias, que incluíram algumas relativas a preços de transferência, esta reforma tributária foi dada através da “Lei de Redução de Impostos e Emprego”, que estabeleceu disposições relacionadas à Erosão Base e Imposto Antiabuso; Renda Intangível Derivada Estrangeira; Renda Intangível Global de Baixa Tributação e Seção 250 e 951A do Código da Receita Interna.

Definição de Preços de Transferência


Os preços de transferência são definidos como aqueles preços ou valores para transações realizadas entre partes relacionadas, também chamadas de transações entre empresas.

Princípio do Arm’s Length


O princípio do arm’s length ou também chamado, por países que não falam inglês, como o princípio da livre ou plena concorrência, é o pilar que rege os preços de transferência.

Baseia-se no princípio de que os preços acordados entre as partes relacionadas estão de acordo com o valor de mercado.

A legislação de preços de transferência dos Estados Unidos da América adotou este princípio em seu Regulamento do Tesouro §§ 1.482-1 até 1.482-9.

Isto estabelece que, para determinar a renda tributável real de um contribuinte controlado, ele deve seguir o princípio ou padrão de plena concorrência, que será verificado se os resultados da operação são consistentes com aqueles que teriam sido acordados por partes não controladas ou independentes.

Definição de Partes Relacionadas nos Estados Unidos


De acordo com o Treasury Regulation §1.482-1(i)(5), uma parte relacionada ou contribuinte controlado é um dos dois ou mais contribuintes que são, direta ou indiretamente, de propriedade ou controlados pelos mesmos interesses.

Uma parte relacionada é um contribuinte que exerce a propriedade ou controle sobre os outros contribuintes.

Além disso, o termo controle inclui qualquer tipo de controle, seja direto ou indireto, legalmente exigível ou não, e de qualquer forma que possa ser exercido, o que inclui o controle resultante da conjunção de ações de dois ou mais contribuintes agindo com um único objetivo ou propósito comum.

Assim, sob o Treasury Regulation §1.482-1(i)(4) surge uma presunção de controle se a renda ou as deduções foram arbitrariamente transferidas.

Métodos de Preços de Transferência nos Estados Unidos


Os métodos de preços de transferência nos Estados Unidos são regulamentados no Treasury Reg. §§1.482-3(a), -4(a), -7g) (1), e -9(a).

Os tipos de métodos dependerão do tipo de transação a ser analisada para ver se ela está de acordo com o princípio da plena concorrência. 

Assim, no caso de transferência de bens tangíveis, um dos seguintes métodos pode ser utilizado:

  • Método do Preço Não Controlado Comparável (CUP).
  • Método do Preço de Revenda (RPM).
  • Método de custo adicional (CPM).
  • Método dos Benefícios Comparáveis (CPM).
  • Método de participação nos lucros (comparável e residual).

Além disso, no caso de uma transferência de um ativo intangível, a lei de preços de transferência dos Estados Unidos prevê os seguintes métodos:

  • Método do Preço Não Controlado Comparável (CUP).
  • Método dos Benefícios Comparáveis (CPM).
  • Método de participação nos lucros (comparável e residual).
  • Outros métodos não especificados.

Para serviços entre partes relacionadas, o padrão de preços de transferência dos EUA prevê os seguintes métodos:

  • Método do Custo do Serviço.
  • Método de Preço Comparável de Serviço Descontrolado.
  • Método da Margem Bruta de Serviço.
  • Método de Custo de Serviços Acrescentado.
  • Método de Benefício Comparável.
  • Método de Compartilhamento de Benefícios.

O contribuinte escolherá o melhor método para a análise de suas transações com partes relacionadas.

Documentação de Preços de Transferência nos Estados Unidos


O contribuinte que realiza transações com partes relacionadas deve ter documentação que comprove que os valores acordados estão de acordo com o princípio de Arm’s Length, a fim de ser entregue à Receita Federal (IRS) quando necessário.

A referida documentação deve conter as seguintes informações:

  • Uma descrição geral dos negócios ou atividades do contribuinte.
  • Uma descrição organizacional da estrutura do contribuinte.
  • Informações específicas dependendo do tipo de transação, conforme descrito nas regras de preços de transferência dos Estados Unidos.
  • Uma descrição e explicação da seleção do método utilizado de uma maneira razoável.
  • Descrição e quantidades de transações de partes relacionadas.
  • Análise das transações de partes relacionadas.
  • Uma descrição das transações comparáveis utilizadas.
  • Um resumo de quaisquer dados relevantes obtidos após o final do ano fiscal e antes do depósito do imposto.

Tais informações devem ser apresentadas ao IRS no prazo de 30 dias após o pedido.

Deve-se notar também que a documentação acima mencionada deve estar disponível para qualquer transação entre partes relacionadas, já que a legislação de preços de transferência nos Estados Unidos da América não estabeleceu limites de exceção.

Declaração de Relatório País por País nos Estados Unidos da América


O regime de preços de transferência nos Estados Unidos da América incorporou o terceiro nível de documentação para este assunto, proposto pela Ação 13 do Plano BEPS da OCDE.

Assim, o Treasury Reg. § 1.6038-4, declara que todos os pais de um grupo multinacional nos Estados Unidos devem declarar o Relatório País por País ou Relatório CbC.

Entretanto, eles estarão isentos de tal declaração se a renda anual do Grupo Multinacional for inferior a USD 850.000.000,00, de acordo com o Treasury Reg. § 1.6038-4 (h).

Este relatório deverá ser arquivado no Formulário 8975, que deverá conter informações sobre cada uma das entidades do grupo, tais como identificação de tais entidades em cada uma de suas jurisdições e informações financeiras e fiscais, tais como renda gerada, impostos pagos ou perdas acumuladas.

Ação do IRS sobre Preços de Transferência


O IRS tem implementado diretrizes a fim de ter as melhores práticas em preços de transferência.

Em 2018, a Receita Federal emitiu o “Transfer Pricing Examination Process”, que fornece uma estrutura e orientação para o exame dos preços de transferência.

Sanções por Não Cumprimento de Preços de Transferência nos Estados Unidos da América


As penalidades por preços de transferência são regulamentadas pela Seção 6662(e)(3) do Código Tributário dos Estados Unidos.

Assim, se a Receita Federal achar que os preços acordados entre as partes relacionadas não estão de acordo com o princípio do comprimento de braço, poderá impor uma penalidade de até 20%, se o preço for 200% ou menos de 50% maior que o preço que deveria ter sido acordado com base no princípio do comprimento de braço.

Esta multa será aumentada para 40% se o preço de transferência for 400% maior ou 25% menor do que o preço de plena concorrência.

A penalidade só pode ser imposta quando os preços cumprirem os limites acima mencionados, porém, pode ser isenta na medida em que o contribuinte demonstre uma causa razoável para o estabelecimento de tal preço declarado, o que será alcançado com base na documentação indicada acima.

Newsletter

    Inscreva-se em nossa Newsletter internacional

    Como podemos ajudá-lo?

      Para entrar em contato conosco, você deve preencher o seguinte formulário

      Escritórios em Estados Unidos
        13720 Paddock Dr. Wellington Fl 33414, Miami, Flórida – EUA
      contacto@tpcgroup-int.com
       +1(305) 4472555
      USA